Pesquisar este blog

7.6.05

Andorinha que dorme com morcego amanhece de cabeça para baixo

Como é que pode o sujeito achar que vai conseguir atingir seus objetivos, até relativamente nobres, jogando segundo as regras estabelecidas por quem anda sujando tudo há tanto tempo. É porque se acha muito esperto? Ou é por ser muito ingênuo?

Como é que pode achar que fazendo tudo do mesmo jeito que sempro foi feito, vai-se colher um resultado diferente?

Como é que se supõe que a política de empurrar com a barriga aqui, varrer para baixo do tapete ali vai permitir mudanças?

Se era para ser tudo igual, por que escolheríamos o diferente?

Bonito fez aquele governador que encurralado pela falcatrua de sempre deu uma de Juruna moderno, gravou tudinho e quando resolveram que era hora de derrubá-lo matou a cobra e mostrou o pau. Feio mesmo é querer botar panos quentes porque sabe que tem rabo preso e a coisa vai feder ainda mais, porque achou que os fins justificavam os meios. E agora fica morrendo de medo do ventilador que foi ligado. Lamentável!

O mais grave é que tudo isso deixa o povo com uma batata quente nas mãos. Muita gente tinha "medo", mas confiava como o bastião da moralidade, das boas causas. E agora que a "esperança" foi trucidada, o que resta? Já vejo surgirem no horizonte os arautos da oportunidade, com seu discurso que tanto encanta os medíocres, os ignorantes, os de intelecto simples: pena de morte, moralização às custas de direitos civis, perseguição aos diferentes, etc.

Agora que não eles, quem? Quem poderá nos socorrer?

Porque não podemos nos dar ao luxo dos estadunidenses de ignorar política. Estamos precisando com urgência de reforma no judiciário, soluções para a violência nas grandes cidades, investimentos na educação e na saúde, criação de empregos, atenção para a preservação ambiental e controle da soberania nacional e tanto mais.

Quem?

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget